Archive for outubro \27\UTC 2009

Arena da Fonte. Será que é tão caro construir ou reformar um estádio???

outubro 27, 2009

arena da fonte 1

Olá rapaziada, é incrível como as coisas em nosso país são estranhas, sempre ouvi minha vida inteira que a construção ou reforma de estádios exigem investimentos altíssimos por causa disso e daquilo e tivemos a comprovação de que é possível fazer algo de qualidade sem um custo absurdo, a Arena da Fonte da Ferroviária é nosso maior exemplo, lógico que para o Timão, um estádio para 20 mil pessoas não serve, pois nossa demanda é para um estádio para 60 mil pessoas aproximadamente na minha opinião, mas o importante nesse caso é comparar alguns números e ver que talvez precisemos bem menos investimentos do que dizem por aí.

O estádio foi reformado pelo custo aproximado de 28 milhões de Reais para 20 mil pessoas, o Bezerrão por exemplo, consumiu aproximadamente 50 milhões para 20 mil pessoas só para a reforma e sabemos que em Brasília ele será um estádio quase inútil, o que chama a atenção é  que além da reforma está previsto a ampliação de um shopping próximo ao estádio, bem como a construção de um hotel e ainda mais duas torres que serão escritórios ou aptos residenciais, ou seja, além da nova arena que atende todas as exigências da FIFA e que atenderá os eventos da região, haverá a geração de empregos com a construção do novo shopping, bem como a revitalização da região, provavelmente valorizando os imóveis e o comércio local, o mais incrível é que a verba para a construção foi emprestada do governo federal, através do PAC, ou seja, é possível fazer algo barato mesmo contando com a participação governamental.

Enfim,  fica a lição dada pela prefeitura de Araraquara, o bom exemplo que deve ser seguido por nós Corinthianos, o que me chamou a atenção é que quando da conclusão do projeto todo, incluindo o shopping, o hotel e as duas torres teremos de fato a melhoria da região, bem como o mais importante, que é a geração de empregos, a melhoria do comércio e serviços da região, outro fator positivo é a modernização do estádio, o que faz com que o torcedor seja recebido de forma decente e principalmente com mais segurança,voltando para a nossa realidade, seria muito interessante um projeto como esse na zona leste da cidade por exemplo, pois é uma região que cresce a cada dia e não tem algo parecido ainda, isso sem contar que  o projeto poderia ser atrelados outros serviços, como um Hipermercado ou Centro de Convenções por exemplo, existem locais disponíveis para isso, o que basta é atrair  investidores.  Será que temos que ter 350 milhões para fazer um estádio??? e mais: Será que a  ZONA LESTE não merece um projeto assim por exemplo???

Caso exista a chance. Devemos viabilizar nosso estádio com Crédito do BNDES???

outubro 17, 2009

joseph-blatter-ap-africa-do-sul

Conforme publicado na Folha de São Paulo e no site http://www.copa2014.org.br/, o BNDES flexibilizou a linha de crédito para a reforma dos estádios privados para a COPA DE 2014.

Acho que primeiramente é um brinde a incompetência principalmente do pessoal do time da Vila Sonia que vendeu a idéia de reformar o estádio deles sem dinheiro público,  sinceramente não ouvi tal coisa dos dirigentes Colorados nem dos dirigentes do Furacão, creio que pelo menos eles não tiveram a soberba de acharem que conseguiriam adequar seus estádios sem algum tipo de incentivo, ao contrario do nosso rival paulista, que pensa em pegar dinheiro emprestado e ainda sim, emprestado

por um outro banco privado em seu beneficio.

Alias o Atlético Paranaense construiu parte da Bela Arena da Baixada com dinheiro emprestado da Caixa Federal, e pelo que sei paga religiosamente suas obrigações junto ao banco.

Mas voltando a nossa realidade, o que perguntamos é se a tal linha de crédito do BNDES abrangerá somente aos clubes envolvidos na Copa ou a todos???

Pelo que sabemos uma vez aberto para um clube, todos deverão ter o mesmo direito, mesmo que consigam isso na justiça.

Agora como CORINTIANO E CIDADÃO não gostaria de ver dinheiro do BNDES para investimento em estádio, só que caso nossos co-irmãos consigam, creio que não devemos ficar novamente para trás, e o pior, talvez o São Paulo consiga o dinheiro, reforme o estádio e mesmo assim fique fora da Abertura da Copa, uma vez que o Joseph Blatter novamente falou o que sabemos, o Morumbi mesmo após a reforma será um estádio de nível médio para um evento como a COPA DO MUNDO.

Alias até quando vamos ter que agüentar isso???, creio que já está bem claro que para a abertura esquece, o Morumbi está fora, creio que chegou a hora da imprensa cobrar dos responsáveis pela candidatura de São Paulo, pois quem manda na COPA é a FIFA,não adianta ficar criticando o Joseph Blatter, pois quem manda é ele, ninguém vai impor a abertura em São Paulo se a FIFA disser NÃO, então o que queremos é saber o que será feito,um novo estádio, ou nos contentaremos com jogos do tipo Honduras x Venezuela ou se realmente nossa cidade estará envolvida na COPA de verdade.

Bom , voltando a nossa realidade,  na minha cabeça a duvida  é grande, caso seja liberada a linha de crédito do BNDES, devemos ou não pega-la para construir o nosso tão sonhado estádio???

Concessão do Pacaembu para o TIMÃO. Nem o Rosenberg gostou!!!

outubro 1, 2009

 novo pacaembu   

 

 

 

 

 

 

Antes de tudo, a foto é do blog do jesse (http://blogdojesse.wordpress.com) alias , um blog bem legal.
Então, conforme dito no post anterior a concessão e revitalização do Pacaembu está tomando rumos bem diferente dos interesses do TIMÃO.
Neste capítulo dessa história vimos que a proposta feita pelo secretário de esportes da Prefeitura é maior do que aquilo que o Corinthians pode investir.
A proposta seria do time de Parque São Jorge conseguir 250 milhões , o Timão através do diretor de Marketing Luis Paulo Rosenberg, que é o maior defensor da idéia no TIMÃO ofertou por volta de 100 milhões, ou seja, nem a metade do necessário para a tal revitalização da Arena.
A prefeitura através do secretário de esportes fez uma nova proposta conforme publicado no Jornal da Tarde:

“O clube poderia vender os camarotes e cativas para os seus jogos. Todos os jogos do Corinthians como mandante seriam na nova arena. No restante dos dias, o Pacaembu voltaria para a Prefeitura”, explicou Feldman.

Luís Paulo Rosenberg, diretor de marketing corintiano, soube ontem da nova possibilidade.

“É uma nova oferta, que precisa ser analisada. O projeto apresentado pela prefeitura é de primeiro mundo, o que apresentamos é de segundo (risos)”, admitiu. “Não pretendemos investir mais de R$ 100 milhões. Queremos nossa casa para mandar nossas partidas. Talvez seja um bom negócio.”

Os R$ 100 milhões da parte corintiana viriam da venda antecipada de cativas, camarotes e dos “naming rights” (a arena, nos dias dos jogos do Timão, poderia ter o nome de uma empresa).

Os R$ 150 milhões restantes seriam pagos por investidores e, segundo apurou o JT, a Prefeitura estaria disposta a investir até R$ 50 milhões, alegando que a arena revitalizaria o bairro.

São dois problemas: o prefeito Gilberto Kassab e o presidente Andres Sanches. O primeiro é reticente à concessão. O novo projeto visa convencê-lo, já que não aceita ceder o estádio100% a um clube. Já Sanches será consultado por Rosenberg. A tendência é que não veja vantagem em ter um estádio pela metade.”

 
Ótima matéria acima e bem esclarecedora, ou seja, nesses moldes está mais que provado que é um péssimo negócio ter um estádio dessa forma, na prática continuaremos a utilizar o estádio da mesma forma que usamos hoje, sem poder obter mais receitas com shows, eventos e parcerias lucarativas, pois se a Prefeitura continuar dona do estádio nos dias sem jogos, como faremos isto??? Isso me parece mais um pagamento de “aluguel adiantado”, fora que 45 mil pessoas não atende nossa demanda, o FIEL TORCEDOR já tem 50 mil associados, incluindo este humilde blogueiro CORINTIANO.
Tomara que o Rosenberg e o Andrés consigam enxergar desta forma, até mesmo porque ter um estádio pela metade não adianta nada, muito melhor será caso o pessoal do Marketing e o próprio CORINTHIANS viabilize a construção do zero de uma nova arena, tenho certeza que o Rosenberg ,competente que é, ao invés de colocar suas energias neste projeto, coloque suas forças para um novo pensamento, o de conseguir concretizar o estádio com parcerias concretas, mesmo que não tenha todo esse glamour das arenas modernas, mas que seja 100% nossa e que possa ser o orgulho verdadeiro do CORINTIANO que tanto merece ter uma casa de verdade. VOCES NÃO ACHAM????